Ela trabalha duro para fazer seu carro rodar mais leve e seguro!

É muito importante para o controle do carro. Absorve as irregularidades do solo e impede que os solavancos cheguem aos passageiros, gerando conforto. Também aumenta o contato entre os pneus e o chão, dando estabilidade ao automóvel.

Para que serve?
O sistema de suspensão amortece o movimento vertical das rodas, quando essas passam por ondulações do solo, evitando assim que o chassi/longarina se mova bruscamente. Ou seja, a suspensão procura minimizar os solavancos.

O sistema de suspensão faz com que as rodas absorvam os movimentos verticais, mantendo o veículo o mais horizontal possível.

O sistema de suspensão serve também para amenizar movimentos laterais do carro.
Isso faz com que as rodas tenham maior aderência (contato) com o solo, dando ao veículo uma estabilidade melhor.

O que faz parte da suspensão:
Chassi / Longarina:
É uma estrutura sobre a qual todo o corpo do veículo é assentado. Os veículos pesados (caminhões, ônibus, etc) usam chassi e os veículos leves usam longarinas (“travessas”). Os sistemas de rodas e suspensões estão ligados ao chassi/longarina por uma peça chamada bandeja (ou “balança”).

Molas e Amortecedores:
Trabalham em conjunto. A mola absorve os impactos sofridos pelas rodas e os amortecedores seguram a sua distensão brusca, evitando oscilações no veículo.

Os veículos apresentam três tipos de molas:

Helicoidais:
Os veículos leves usam molas helicoidais (barras de aço enroladas em forma de espiral) tanto na parte dianteira como na traseira. Elas se comprimem e expandem, absorvendo o movimento das rodas.

Feixe de Molas:
Peça única feita de várias camadas de metal (lâminas). Mais utilizado em picapes e veículos pesados.

Molas Pneumáticas:
Uma câmara cilíndrica de ar, posicionada entre a roda e o carro, que absorve as vibrações.

Amortecedores:
É um sistema constituído de três cilindros (tubos – veja desenho em corte).
O tubo (A) serve de guarda-pó e é fixado na lataria do carro.
O tubo externo (B) contém dentro dele outro tubo (C).
Quando o veículo sofre um solavanco, o amortecedor sofre compressão. Nessa compressão, o pistão pressiona o óleo contido no tubo interno (C), fazendo esse óleo fluir para o espaço entre os tubos (B) e (C), e para a parte superior do tubo interno (C). O óleo amortece o movimento do pistão, amenizando o solavanco.
Na extensão, o pistão se movimenta para cima e o óleo voltaa fluir para o tubo interno. A extensão é causada pela ação da mola. Um sistema de válvulas no pistão controla o fluxo do óleo dentro do cilindro interno (C).

Diagrama da suspensão:
• O amortecedor é montado dentro da mola helicoidal, formando uma coluna (“coluna de suspensão”)
• Esta coluna é fixada ao chassi ou longarina através do braço triangular (ou “bandeja”)

Ligue o alerta:
Revise sempre o sistema de suspensão do automóvel.Ele garante a estabilidade e a segurança do seu carro. Para trocar as peças ou kits, procure a Autopeças Alvorada e confira as melhores ofertas. Para saber mais sobre seu carro, leia e colecione Dicas Alvorada. Cada exemplar traz um tema importante.