Pare! É hora de saber mais sobre os freios

Sistema hidráulico:
Os freios funcionam através de um sistema de pistões, mangueiras flexíveis e pequenos tubos de metal, por onde circula o fluido de freio. Ao pisar no pedal do freio, acionamos o cilindro mestre – um pistão – que vai pressurizar o fluido. É esse fluido que transmite a pressão exercida no pedal até as rodas, acionando os mecanismos para a frenagem.

A maioria dos automóveis usa dois diferentes sistemas de freio: a disco nas rodas dianteiras e a tambor nas rodas traseiras. Alguns modelos modernos já saem de fábrica com sistema de freio a disco nas quatro rodas.

Freio a disco:
Nele as pastilhas de freio, acionadas pelo sistema hidráulico, comprimem um disco, o qual perde velocidade devido ao atrito entre as peças. O disco fica acoplado parafusado) à roda, consequentemente o veículo também perde velocidade.
O atrito entre as peças (pastilhas com o disco) causa o desgaste das pastilhas: é hora da troca. Não existe prazo específico, mas a durabilidade média das pastilhas é de 25 a 30 mil quilômetros. Se ao acionar o freio existir trepidação no pedal e ruído estridente nas rodas, é sinal de pastilhas gastas.

Freio a tambor:
Neste caso são as lonas que exercem pressão contra uma superfície giratória, chamada de tambor.

A pressão ocorre na parte interior do tambor.

As lonas têm duração bem maior que a das pastilhas, pois praticamente todo o processo de frenagem ocorre nas rodas dianteiras.

Freio de mão:
Conhecido também como freio de estacionamento, é um freio mecânico constituído por um sistema de alavancas que trava as rodas traseiras. Funciona através do freio a tambor. Sua função é impedir que o carro se mova quando estacionado.

Sistema ABS (Anti-lock Braking System):
ABS, ou Sistema de Freio Antitravamento, é um sistema especial de freios que não deixa as rodas travarem. Possibilita uma freada em curva equilibrada e muito eficiente. Nem todos os veículos vêm equipados com este sistema.

Ligue o alerta:
Cuide da segurança do seu carro: para garantir o bom funcionamento dos freios, verifique periodicamente as condições das pastilhas após o veículo completar 20.000 km rodados